RESISTÊNCIA: SUBSTANTIVO FEMININO

Spread the love

Nesta terça temos transmissão ao vivo deste projeto super bacana: RESISTÊNCIA: SUBSTANTIVO FEMININO, que vai tratar da trajetória da Su Lisboa, uma referência da luta contra a ditadura e pela memória, verdade e justiça. ✊✊

RESISTÊNCIA: SUBSTANTIVO FEMININO

Entre 1964 e 1985 o Brasil passou por momentos que deixaram marcas profundas na nossa história. Sem direito ao voto, músicas e jornais sob censura, famílias viviam em busca de parentes desaparecidos em porões, conviviam com torturas e mortes! A série de depoimentos Resistência – Substantivo Feminino provoca reflexões sobre a memória da ditadura militar. A cada live, mulheres militantes que lutaram pela retomada da democracia revisitam um Brasil que não deve se repetir nunca mais.

Nesta terça-feira, dia 04/08, às 19 horas, nossa conversa será com Suzana Lisboa, da Comissão de Familiares de Mortos e Desaparecidos Políticos. Ela foi militante da Ação Libertadora Nacional (ALN), vivendo na clandestinidade entre 1969 e 1978. Foi casada com Luiz Eurico Tejera Lisboa, primeiro desaparecido político no Brasil cujo corpo foi localizado, no Cemitério de Perus, em São Paulo, em agosto de 1979. Desde então, Suzana dedicou sua vida à luta pela memória, verdade e justiça. Como representante dos familiares, integrou por dez anos a Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos instituída pelo Governo Federal, em 1995, de onde saiu por discordar dos encaminhamentos e não abertura dos arquivos da ditadura.

Vamos contar ainda com:
Alessandra Gasparotto, professora do Departamento de História da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Doutora em História pela UFRGS e militante do Instituto de Estudos Políticos Mário Alves.
Mário Magalhães, jornalista e escritor. Recebeu 25 prêmios jornalísticos e literários no Brasil e no exterior. É autor dos livros “Marighella: O guerrilheiro que incendiou o mundo” (Companhia das Letras) e “Sobre lutas e lágrimas: Uma biografia de 2018” (Record). Prepara uma biografia de Carlos Lacerda.

Ao vivo no YouTube e Facebook.
Participe com comentários e perguntas!

YouTube: https://bit.ly/resistenciasubsfem

Facebook: https://www.facebook.com/resistencia.subsfem/