Nota do Grupo Tortura Nunca Mais

Spread the love

Reproduzimos a Nota de Repúdio do Grupo Tortura Nunca Mais de Foz do Iguaçu condenando o despejo com violência dos agricultores sem terra que ocupavam a Fazenda Santa Maria, em Santa Terezinha de Itaipu.

O Grupo Tortura Nunca Mais de Foz do Iguaçu repudia de forma veemente o despejo com violência dos agricultores sem terra que ocupavam a Fazenda Santa Maria, também conhecida como “Fazenda do Petrolão”, localizada em Santa Terezinha de Itaipu.

A violência empregada pela Polícia Militar contra os agricultores e seus familiares surpreendeu e deixa apreensiva a pacífica população da região Oeste do Paraná.

Surpreendeu, porque no mês de abril foi realizada uma reunião coordenada pelo Ministério Publico e o resultado da reunião foi que o Governo do Estado e o Incra, iriam fazer uma avaliação na Fazenda Santa Maria e analisar outras áreas na região que sejam destinadas a Reforma Agrária.

A fazenda ocupada em março deste ano por 4500 pessoas do MST é de propriedade de um investigado na Operação Lava Jato e teria sido comprada com dinheiro desviado da Petrobrás.

O Grupo Tortura Nunca Mais de Foz do Iguaçu, entidade vinculada à rede nacional de GTNMs e aos comitês Memória, Verdade e Justiça, ainda na tarde, juntamente com outros movimentos sociais e lideranças políticas, intermediou negociações entre o MST e o Governo do Estado do Paraná.

Porém, ainda no início da noite de ontem, as autoridades estaduais comunicaram que o despejo iria ser efetivado e que nada podiam fazer impedir.

O GTNM de Foz do Iguaçu, acredita que a violência empregada pelas forças policiais, faz parte de uma escalada repressiva contra os direitos humanos desencadeada pelo governo ilegítimo de Michel Temer, com a cumplicidade do governador Beto Richa.

Tendo em vista a gravidade dessa situação, estamos articulando uma ampla rede de solidariedade às famílias sem terra despejadas da Fazenda Santa Maria e logo mais à tarde estaremos na Audiência Pública da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, informando sobre os acontecimentos da manhã de hoje.

Foz do Iguaçu, 18 de maio de 2016
Grupo Tortura Nunca Mais de Foz do Iguaçu