CDHMP DE FOZ DO IGUAÇU PEDE REVISÃO NA DECISÃO JUDICIAL QUE AMEAÇA FAMÍLIAS INDÍGENAS

Spread the love

O Centro de Direitos Humanos e Memória Popular de Foz do Iguaçu vêm a público manifestar preocupação, com a possibilidade do cumprimento de uma liminar de Reintegração de Posse do Juiz Federal Sergio Luis Ruivo Marques, da 1ª Vara Federal de Foz do Iguaçu contra famílias de Avá Guarani do Tekoha Pyau em Santa Helena/PR,

Neste tekoha vivem hoje cerca de 15 famílias Guarani, com crianças e idosos, correm o risco de ficar desalojadas após decisão, que acatou pedido de reintegração de posse movida pela Itaipu Binacional no dia 13 de agosto, contra a ocupação indigena.

O CDHMP há anos acompanha a luta do Avá Guarani no oeste do Paraná, e vê com muita preocupação a retirada das famílias de seu Tekoha, por isso pedimos uma revisão na decisão de reintegração de posse, até que a Funai promova os estudos para a regularização deste tekoha, conforme determinado na Ação Civil Pública nº 5006284-37.2017.4.04.7002, pelo Ministério Publico Federal e acatada pelo JF Rony Ferreira, da 2ª Vara Federal de Foz do Iguaçu.
Foz do Iguaçu, 23 de agosto de 2018
Centro de Direitos Humanos e Memória popular de Foz do Iguaçu